Buscar
  • Victor Furlan

Os impactos da pandemia no cenário musical e a canção “mirrorball” de Taylor Swift.

“Eles cancelaram o circo e incendiaram a discoteca

Quando mandaram os cavalos de rodeio e os palhaços para casa

Eu ainda estou naquela corda bamba

Ainda estou tentando de tudo para manter vocês rindo de mim”

escreveu metaforicamente Taylor na sexta faixa do seu disco “folklore”, lançado em julho de 2020. Ao se comparar com essas figuras, a cantora reconhece seu papel na indústria do entretenimento e “brinca” com a maneira a qual musicistas viram seus concertos serem desmontados de uma hora para outra. Enquanto professores se adaptavam as aulas online, artistas também se revelavam versáteis, realizando show virtuais, criando material em isolamento e lançando arte feita em casa. De acordo com dados levantados pelo Data Sim, o vírus trouxe prejuízo de mais de R$480.000.000 para a indústria musical brasileira.

Em consequência dessas afirmações, é comum nos questionarmos como podemos contribuir para com essa indústria ainda nesse percurso pandêmico no Brasil, e o Garotas Pelo Mundo levantou alguns tópicos com dicas e sugestões relevantes nesse sentido:

  • Comece apoiando artistas locais e/ou iniciantes, estes são tão importantes e reais quanto aquele cantor que milhões de pessoas seguem no Instagram


  • Experimente também contribuir virtualmente para com o criador que você acompanha, sempre compartilhando tais conteúdos artísticos ou até mesmo promovendo apoio emocional a ele nos meios de comunicação que preferir. A arte quando ecoada pode ter um poder maior do que imaginamos.


  • Procure instituições que representem a classe artística e se possível faça doações, fortalecendo essa comunidade.


  • Participar de eventos virtuais que estão ocorrendo também pode ser uma boa alternativa para prestigiar o criador que você admira.


  • Dê chances. Você está com um projeto audiovisual ou social em mente e precisa de uma contribuição criativa para esse? Procure artistas e ofereça uma oportunidade.

Desse modo, que todos tentemos ser mais conscientes da importância e nobreza da atitude de oferecer suporte para arte na configuração atual do planeta e sempre. Ainda assim, indico o perfil @asfloressaoparatodos no Instagram, que trata dessas temáticas e pertence à frente de Igualdade do Garotas Pelo Mundo.



Referências:

https://g1.globo.com/pop-arte/musica/noticia/2020/04/04/coronavirus-ja-gerou-prejuizo-de-mais-de-r-480-milhoes-no-mercado-musical-do-brasil-mostra-pesquisa.ghtml


https://www.rfi.fr/br/fran%C3%A7a/20200619-com-m%C3%A1scaras-e-distanciamento-f%C3%ADsico-fran%C3%A7a-prepara-festa-da-m%C3%BAsica-em-tempos-de-pandemia

https://www.billboard.com/articles/columns/pop/9490082/folklore-the-long-pond-studio-sessions-taylor-swift-things-learned-taylor-swift/


41 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo